Design

o design é muito mais do que um desenho a duas dimensões. todos os seus princípios são utilizados também numa representação 3-4D. planificação, layout, organização seja de pessoas (entradas e saídas, ordem de chegada e de apresentação das mesmas); seja de objectos / vozes / etc. (posicionamento, efeitos,  texturas, iluminação; entre tantos outros elementos).

Anúncios

s/título – complexos e fragilidades

complexos, preconceitos, particularidades, etc…

homogeneidade, heterogeneidade,

pessoa, sociedade,

etc,

quem ajuda e quem prejudica quem?

vencer, lutar,

incentivar, valorizar,

o processo ou o resultado?

*

humanização

diferença v.s. igualdade

todos iguais, todos diferentes ou todos diferentes, todos iguais?

*

superioridades, inferioridades

formar, formatar

competição,

auto-estima, confiança

liberdade, autonomia,

 

 

“A Queda da Torre vs. A Queda do Homem” @ festival Med 2016

_MG_2451

Reflexão final nº x sobre o tema: "A Torre de Babel", para o festival Med de 2016.

Título: "A Queda da Torre vs. A Queda do Homem"
Material: cartão, folha de ouro, espelho, linha de ponto cruz, pasta de moldar.
Dimensões: H74xW27

“A Queda da Torre v.s. A Queda do Homem”

Entre a “queda do homem” cuja presença em estado perpétuo de queda pratica a ligação entre o céu e a terra, e a “queda da torre”, há toda uma viagem repleta de transformações que se dá no Homem. Falo daquela que se inicia com a morte ou com um ressurgimento no sentido da evolução. Segue-se a temperança, que enquanto metáfora das transformações exige alguma sapiência, e a viagem completa-se no diabo, enquanto inimigo do mais alto “Eu” numa luta pelo poder no mundo material só ganha pela “queda da torre”, enquanto representação do orgulho dos Homens.

O ouro e o espelho representam todos nós com todas as nossas diferenças (heterogeneidade). O azul e o “homem em queda” representam as maiores fragilidades e arrogâncias da Humanidade (homogeneidade).