“A Queda da Torre vs. A Queda do Homem” @ festival Med 2016

_MG_2451

Reflexão final nº x sobre o tema: "A Torre de Babel", para o festival Med de 2016.

Título: "A Queda da Torre vs. A Queda do Homem"
Material: cartão, folha de ouro, espelho, linha de ponto cruz, pasta de moldar.
Dimensões: H74xW27

“A Queda da Torre v.s. A Queda do Homem”

Entre a “queda do homem” cuja presença em estado perpétuo de queda pratica a ligação entre o céu e a terra, e a “queda da torre”, há toda uma viagem repleta de transformações que se dá no Homem. Falo daquela que se inicia com a morte ou com um ressurgimento no sentido da evolução. Segue-se a temperança, que enquanto metáfora das transformações exige alguma sapiência, e a viagem completa-se no diabo, enquanto inimigo do mais alto “Eu” numa luta pelo poder no mundo material só ganha pela “queda da torre”, enquanto representação do orgulho dos Homens.

O ouro e o espelho representam todos nós com todas as nossas diferenças (heterogeneidade). O azul e o “homem em queda” representam as maiores fragilidades e arrogâncias da Humanidade (homogeneidade).


					
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s